fbpx

Bem vindos ao meu Blog!

Como alguns já sabem  sou um professor que gosta muito de buscar questões técnicas e estudos para estar em constante evolução na prescrição do treinamento. Hoje trago uma postagem voltada ao exercício já conhecido como Agachamento.

Meu intuito com esta postagem é trazer evidencias relacionadas a amplitude e o resultado em números de forma técnica, sem “achismos”.
Em resumo trago para o embate o Agachamento completo 90º vs Agachamento 50º (Aquele o qual o praticante não completa o movimento e executa de forma mais curta, geralmente por excesso de carga, falta de técnica ou até mesmo encurtamentos.

Criado por militares norte americanos no inicio do seculo XX e derivado da ginástica calistênica o agachamento se consolidou por ser um exercício de alta complexidade de musculaturas envolvidas, tais como quadríceps, glutéo máximo, lombar entre outros, a maioria dos bons profissionais da área tem o conhecimento de que este movimento traz maiores resultados quando feito de forma completa até os 90º, então busquei alguns estudos para enfatizar o quanto é importante e também o que isso representa em números.

(Escamilla, 2001), Verificou em seu estudo que no agachamento completo houve uma media de 18% de ganho na força máxima e 11% para força explosiva em relação ao exercício feito de forma incompleta.

Em relação a sua execução e amplitude existem ativações de diferentes intensidades para cada um dos músculos envolvidos no movimento.
No agachamento completo com 90º Graus o glúteo teve um incremento na ativação de 22%, nesta mesma situação o quadríceps apresentou uma ativação de 31% superior ao movimento incompleto que utilizou uma angulação máxima de 50º Graus

Fica evidente que a execução completa é indiscutivelmente mais adequada, então se existe alguma dúvida de qual tipo agachamento você deve executar, lembre que o melhor sempre será o que você mais tem estabilidade, força e por fim maior AMPLITUDE, por isso tente fugir de “Invenções” vistas na internet pois muitas vezes além de perder a tão necessária amplitude você pode por sua articulação e a sua saúde em risco, Sempre procure um profissional credenciado para saber se você esta apto a executar este ou qualquer outro exercício, pois o próprio agachamento para ser executado de forma equilibrada precisa que o aluno esteja livre de encurtamentos nos membros inferiores, e para saber se você está apto a utilizar este exercício com sobrecarga você precisa passar por uma avaliação funcional para detectar suas limitações e trabalhar a solução na causa do problema.

Referências:

Weiss, L.W., Frx, A.C., Wood, L.E., Relyea, G.E. & Melton, C. (2000). Comparative Effects of Deep Versus Shallow Squat and Leg-Press Training on Vertical Jumping Ability and Related Factors. J Strength and Cond Res 14, 241-247.

Escamilla, R.F. (2001). Knee biomechanics of the dynamic squat exercise. Med Sci Sports Exerc 33, 127-141.

Por Thiago Alves Ferreira.

21/01/2019

Últimos posts: